1° Encontro Enogastronômico de Ibitipoca reforça culinária local

20 jun | 3 minutos de leitura

Uma programação deliciosa para curtir o frio da serra

Chef Ana Paula Esteves (foto de Leonardo Guimarães)

O inverno chegou e para amenizar o frio nada melhor do que um bom vinho ou a culinária típica da estação. Pensando nisso, o Oliva Bistrô realiza o 1° Encontro Enogastronômico de Ibitipoca. Bora curtir a programação?

O evento será realizado no dia 23 de junho, na Pousada pasto do Lambari, em Conceição de Ibitipoca. A ocasião marca ainda a abertura do 19° Ibitipoca Jazz Festival, um excelente passeio para quem gosta de boa música e saborear vinhos e queijos artesanais.

 

Cardápio de massas e risotos

O encontro enogastronômico abre a temporada de vinhos na vila de Conceição de Ibitipoca. Em entrevista à Ombrelo, a assessora do evento, Gíglia Ferrari, conta que a proposta é dar continuidade aos festins já realizados pelo Oliva Bistrô, porém em uma dimensão maior, já que a Pousada Pasto do Lambari comporta mais convidados. “Um casamento perfeito entre inverno na serra, vinhos, massas e risotos, unindo também arte e boa música. Ressaltando os produtos locais e da estação e valorizando a agricultura familiar”, explica Gíglia.

Risoto de cordeiro com raspas de limão e esferas de hortelã

A escolha dos pratos foi pensada de acordo com o tema do evento: “Os segredos dos vinhos e suas harmonizações”.  Massas e risotos são típicos do inverno e vão compor a mesa dos convidados. Segundo a organização, o cardápio é versátil e facilmente agrada o paladar, além de combinar muito com vinhos.

Os chefs Ana Paula Esteves (Oliva Bistrô) e Beto Zaiden (Pasto Brasile) ficam por conta de preparar um menu incrível. Serão servidos os risotos de cordeiro com raspas de limão e esferas de hortelã e de palmito pupunha com confit de tomatinho cereja e crocante de pinhão.

Chef Beto Zaiden (foto de Victor Zaiden)

Como massas, o Ravioli de banana da terra com ragu de cordeiro e lascas de queijo artesanal e o Sorrentino de palmito pupunha com cogumelos puxado na manteiga de ervas e lascas de queijo artesanal.

O cordeiro vem do Sítio Urucum, pertinho de Lima Duarte, cuja criação segue os preceitos do Slow Food (alimento bom, justo e limpo). Já o palmito de pupunha é da marca Barra Alegre e é cultivado nas Serras da Zona da Mata Mineira, atendendo às normas de manejo sustentável e o respeito ao meio ambiente. Também livre do uso de agrotóxicos.

Risoto de palmito pupunha com confit de tomatinho cereja e crocante de pinhão

Também ficou com água na boca e animado para o evento? Então venha descobrir diferentes sabores e aromas entre as montanhas de Ibitipoca. Na Agenda Ombrelo você encontra todas as informações de como participar do evento. Não perca!

 

PROGRAMAÇÃO:

 

14h – Abertura

 

14h30 às 18h – PALESTRAS E DEGUSTAÇÕES DE VINHOS E QUEIJOS ARTESANAIS

– Flávio Gomes (instrutor de formação profissional do SENAC)

– Daniel de Siqueira Ferreira (consultor de vinhos da Miolo)

– Alexandre Gustavo da Silva (técnico em laticínios e afinador artesanal de queijos)

– Paulo Bittar (produtor rural e queijeiro do Laticínio Fazenda Serra Boa Vista em Manejo, Lima Duarte)

 

14h às 22h – ESPAÇO GASTRONÔMICO E CULTURAL

– Venda de vinhos da Miolo e Wine Brands.

– Venda de risotos e massas dos ‘chefs’ Ana Paula Esteves (Oliva Bistrô) e Beto Zaiden (Pasta Brasile).

– Produtos artesanais em exposição e venda: queijos, cordeiro, azeites, labne e chancliche, chutneys, geleias, pães, palmito de pupunha, doces e cerâmicas da artista Adriana Lopes.

– Exposição de telas do artista plástico D’ Anestis.

– Apresentações do violinista André Ravi.

 

Leia mais:

Inverno em Minas Gerais: o que fazer para aproveitar o frio

As deliciosas comidas de inverno

Inverno 2018: as tendências da moda feminina para a estação

7 bebidas quentes para você não sentir frio no inverno