Uma Maratona nem um pouco cansativa

09 nov | 1 minuto de leitura

JF Foto 17 tem início nesta semana com exposições e outras atividades

É recorrente vermos pessoas nas ruas com câmeras tirando fotos de nossas paisagens e da população. Juiz de Fora tem inúmeros Fotógrafos e amantes de fotografias espalhados pela cidade, por isso eventos relacionados ao tema acontecem com certa frequência.

Seguindo esta linha, teve início nesta semana o JF Foto 17, evento considerado a maior maratona fotográfica da Zona da Mata e Região. Quinze exposições fotográficas serão instaladas no Centro Cultural Bernardo Mascarenhas a partir desta sexta-feira, 10. As exposições contam com aproximadamente 500 imagens de profissionais brasileiros, de diversas cidades.

Uma mostra com 27 fotos também estará disponível no Museu Mariano Procópio, mas só a partir do dia 15 de Novembro. As imagens expostas irão contar com fotografias provenientes do acervo do próprio Museu, que é um dos locais mais conhecidos de Juiz de Fora.

O JF Foto 17 também terá palestras com profissionais da área, e os destaques são Wânia Corredo e Walter Firmo, que farão leitura de portifólios e irão participar de mesas-redondas. Oficinas de fotografia também serão disponibilizadas.

A coordenadora do evento, Eridan Leão, diz que a programação está bem completa. “O evento tem nomes de expressão dentro da área, exposições que já estiveram em outros festivais e oficinas que merecem destaque, pois abordarão desde processos mais antigos, como o daguerreótipo, a técnicas recentes, como o drone.”

O JF Foto 17 faz com que fotógrafos de todo Brasil, profissionais ou amadores, mantenham diálogos sobre os diferentes processos e as técnicas distintas da área. Além disso, serve para ampliar a visibilidade dessa linguagem artística. O evento tem promoção da Prefeitura de Juiz de Fora, através da Funalfa, e vai até o dia 10 de Dezembro.